terça-feira, 29 de dezembro de 2009

A Primeira Valsa




Senti em minha pele o seu rosto
Nenhuma melanina me protegeu
em sua fala, substantivo composto
em meu coração o apogeu.

Dançando, dançando e dançando
minhas mãos perderam o pudor
Foi tocando, sentindo e amando...
amando tanto sem fazer amor.

Foi incrível o calor de seus dedos
Tão parados correndo em minhas costas
meus desejos, segredos e medos
minhas vidas, com música, expostas.

. . .

Mas não pare orquestra, não pare!
Deixe vôo alçar essas pernas
ponham os dedos no piano e amor dispare
enquanto faço, devagar, juras eternas.

Eu não ligo p'rás verdades obscuras
descobertas nessa valsa inebriante
só me importa suas três mechas escuras
Eu só quero nessa valsa ser amante.

. . .

A sala escura e arejada assistia
o rodopiar de um Urutau sem cor
que camuflado - se apossou da cotovia
que encurralada - se entregou ao novo amor.

Nostalgia e inveja nos olhares
alguns pedidos para o piano cessar
seu suspiro foi roubando ares
e a orquestra foi parando o seu sonar.

Findou-se a dança e estava tudo "tudo bem"
Separo os corpos e já sei o que dizer
surpreendente tu me cortas com um "também"
Já em resposta ao meu "eu amo você".



Wanderson Lana

14 comentários:

vanderlei jose disse...

Inebriante !!!!!!

Monique disse...

Parabééns!!!!
Lindooo..
como eu disse já, você tem um cuidado c/ seus poemas, escreve com um jeito singelo de dizer e ao mesmo tempo com um jeito que engrandece seus poemas, isso que nos faz pelo menos eu gostar e entender o que é mais interessante sem nenhum problema, é mágico rs ;)
te adoro...

Victor disse...

bom...
depois de eu saber o q é melanina e apogeu e depois d pensar bastante chega a conclusão de que vc wanderson escreve muito difícil mas escreve lindo...
que o leitor le e num entende e vai oensar para entender o que está escrito, e quando entendi, ve que é um poema muito bonito...

eu me imaginei num lugar culto, dançando ao som d uma orquestra com meu melhor amor e a genti se amava sem fazer amor..
rsrsr


lindo wanderson...
vc me faz viajar...

abraços..

Pâmela disse...

Caro Wanderson Lana

Como havia lhe dito agora sou crítica. Eu não posso dizer como o caro Victor Martins porque eu não precisei de dicionário e nem como Luis Antonio porque compreendi o nome dado a sua poesia.
Bom, sabes como sou, como penso, por isso que o Sr. também sabe que eu amei, achei perfeito, é como se estivesse sincronizado, sei lá! Não tem explicação.
Tem pessoas que precisam fechar os olhos para conseguirem sonhar, você consegue me dar esse prazer apenas escrevendo.
Já te disse e repito: você tem esse dom Wanderson e sabe aproveitá-lo.

Beijo Pâmela Fragatto

valeria disse...

Noossa Andinho perfeito!
É impossível ler e não viajar, e se imaginar nessa valsa tão singela e ao mesmo tempo caliente(rsrs). Acho até que já escolhi o PAR pra dançar essa valsa.
Assim como já escolhi os de tdas as suas obras, desde as suas 1ªescritas, que tenho guardadas em um cofre a sete chaves.
Te adOlOoOo

onde tudo fica nas sombras disse...

Existem muitos poemas de amor e grandes paixões.
Mas, porém, todos não são iguais, e a cada um que se lê é um prazer diferente que se sente, um toque inusitado e agradável.
Lembrei-me do texto por parte de mãe, tão aceso e tão caloroso quão os poemas de "Por parte de mãe".

Alessandro Vargas disse...

Achei fantástico, sobremaneira.

Em suma, uma bela poesia.
Não dá pra descrever muita coisa aqui, mas sua arte transmite inúmeras visões, paisagens, imagens e sentimentos enfim...

É cênico, emoldurado. É nobre.

Parabéns.

Darci Junior disse...

Olhaaa... nem sei o que dizer...
LINDO...

"surpreendente tu me cortas com um "também"
Já em resposta ao meu "eu amo você".

Insperado hein amigoo.

Gustavo Henrique disse...

Linda'
Uma valsa amada e desejada'

Parabéns!

vanderlei jose disse...

Hj .. terminei de ler .. como havia dito que faria....

WL...

obrigado por tudo que lí ....

Bom ... chorei .. chorei sim .... sabes como sou ...

Não tenho habilitação pra te falar como um entendedor de regras da nossa escrita...

Digo apenas que ainda não havia lido algo que me tocasse tanto ... que me fez ...SENTIR... essa éa palavra que me ocorre agora ....

Sentir....sentir...sentir....

ObrigadO ....

aluisio disse...

Em primeiroo lugar Parabèéns!
Ameii esse poemaa WL cadaa vez fazendoo poemas um mas lindoo que outro,nunca gosteii de ler,mas seus poemas realmente euu adoro ler,eles toca la no fundo da alma,meche com nossos sentimentos..Parabéns!Realmente você WL sabe oque faz,continue assim!

Mariza Resplandes disse...

Dancei junto... dança comigo?

Marly disse...

Parabéns!
Linda, como todas que escreves.
Beijo.

Jhonathan disse...

Muito dezzz...
Atingiu um nível alto q faz o leitor respirar fundO E DANÇAR JUNTO...