terça-feira, 10 de julho de 2007

Angústia


Essa angustia consome, aflige
Rasga meu peito, corrói minha alma
Os dedos ardem
Querem tocar, passear pelo corpo
Tocar o rosto
Querem tudo de você.
Seus lábios... do tamanho certo
Suas mãos perfeitas
Suas mãos...
Quero tanto que elas me toquem
Me apertem contra você...
Os seus olhos que nunca dizem o que quero ouvir...
Até quando vou ter que esperar
Quanto demora o seu primeiro passo?
Já nem conto as noites que visitas meu sonho
E faz de mim a pessoa mais feliz.
Eu posso te tocar
Te beijar, te sentir
Deixar esse amor que me consome
Transbordar em paixão.

Hoje tenho que me contentar em te olhar
E segurar em meus lábios
As palavras doces que tenho vontade de te dizer...
Isso me corrói
Consome, aflige
Isso me mata...
Vivo na ilusão de que um dia
Irás me olhar e dizer que sou a pessoa certa pra você
Pegar minha mão, me beijar com força
E enfim, me fazer feliz.


Wanderson Lana

3 comentários:

Ritinha de Cássia disse...

Adoro td q vem de vc...

Seus textos são magníficos...

vc é magnífico...

=]

bju

Ri

darci disse...

Otimo textoo!!
ate parce que vc vive cada palavra que escreve!!

parabens!

Jhonathan disse...

Bela poesia...
Continue assim, "viver sem amor não é realmente viver" ñ sei de quem é a frase mas acho q vc se inspira mt nesse sentimento...