domingo, 28 de março de 2010

As duas mãos



Duas mãos unidas e de sentimentos desiguais

Uma passeia e afaga

Outra segura e desdenha.

Duas mãos...

Uma só.


Juntas se fazem lindas

Separadas são lindas também

Quando solta, uma triste, procura

A outra, livre, se sente bem.


A pequena é a mão mais forte

Não se envolve e em breve dirá adeus

A pequena é forte

E externa os detalhes rústicos

Quando vai tocar.


Na noite que se encontraram

Uma mão sentiu que não quis

A outra de amor, traiu-se

Sem o mínimo final feliz.


A maior é a mão mais frágil

Precisa soltar, mas se ilude ao unir

A maior é frágil

E com toques suaves tenta conquistar...

A mão que nunca será sua.


São duas mãos tão unidas

E de sentimentos desiguais

A mão forte que não se importa

Fez da fraca não querer mais


Wanderson Lana
28/03/2010

11 comentários:

Jhonathan disse...

Linda...realmente, as vezes teimam em querer unir o que nasceu para estar septarado. São duas mãos opostas, acontece com as pessoas, teimando em amar, sofrendo em querer o impossível...
ABRAÇOSS..

Pâmela Fragatto disse...

" São duas mãos tão unidas
E de sentimentos desiguais
A mão forte que não se importa
Fez da fraca não querer mais "

Uma comparação única. Você retratou de uma forma bem diferente vários sentimentos, pelo menos foi assim que vi. Uma palavra pra ti: INCRÍVEL !

vanderlei jose disse...

Eu queria ...

Que a mão pequena não mais

Desdenhasse...
Quisesse ficar livre...
Pensasse em dizer adeus...
Externasse um aceno rústico...

Para que assim descobrisse que a outra mão, a grande, pode ser seu par no grande corpo da vida e que sozinha apesar de forte pode se tornar mão de corpo mutilado e assim eu queria ....

Que a pequenina mão desse ao menos uma chance real à grande mão frágil ....

Para que juntas eliminassem o risco de passarem por esta vida tentando compensar com ilusões a falta que faz uma mão certa no caminhar da existência ...

Pq só quem forma par com com a mão errada ou vive só é que sabe dizer melhor o quanto é difícil ....caminhar assim ....

Construindo Pontes disse...

Fico Estupefata com tudo que escreves... És Brilhante...

Um dia, quem sabe a mão pequena e forte entenda que precisa ceder, se permitir pra que a grande e fragil consiga exprimir e demonstrar tudo que sentes...

Viver só é duro, ninguém merece essa condição...

Você é BRILHANTE...

Victor Martins disse...

quando uma simples pessoa como eu tenta conquistar algo mais forte...
ele se ente bem quando consegue,
eu não consegui...

dentro do ônibus quando chegamos em curitiba o filme ajudou, mais foi pura memória emotiva,
de uma simples mão que tentou conquistar a mão mais pequena e mais forte... porém não conseguiu..

e tentamos desistir...

Monique disse...

Ainn Wanderson..(suspiro)rs..resumindo: É Inigualável. Eu fico cada vez mais surpresa com os artíficios, a maneira da colocação de seus poemas que vc consegue explora, e passar para gente, ou seja, não é uma poesia que você leu e pronto. Não.. sempre tem algo a mais, algo que te faz refletir, faz pensar, te faz raciocinar e o que é mais interessante, levar como lição de vida, porque vc deixa oculto e ao mesmo tempo não deixa, uma forma de interepretação que te instiga a refletiir, a chegar em uma conclusão que te toca profundamentee... lá dentroo mesmooo da almaa.. é algo Muitooo Boooom.. continue assim.. eu Amooo leer seus poemas.. me deixa muito bem..:D Parabééns!!! Amigooo.. de sua Fã que te ama.. Beijos...

Rafa Salomão disse...

Muito lindaa mesmo... Aguardo a próxima! =)

About me disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kiko Sontak disse...

Muito lindooo.!
As vezes tenho medo de ser essa parte fracaa.
Parabéns Andinho.

Darci Junior disse...

Isso fa arte da vida " os quereres e os não quereres"... Vc escreveu bem isso, só pra váriar...
Otimo como tudo oq faz.
=D

Kiko Sontak disse...

Puxaa.
isso é cruel e injusto, tenho muito medo disso. Linda Wanderson.