quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Poema de um mesmo verso e duas estrofes



Quero matar o criador do meu amor...

Quero matar o criador do meu amor...



Wanderson Lana.

8 comentários:

Monique disse...

Wanderson.. pequetito o poema, mais bem marcante, me intrigo na questão de pq matar o criador de seu amor né.. o que a pessoa passou p/ ter chegado nessa conclusão, ou então se foi algo que vc, o próprio autor está´sentindo e quis demonstrar em forma de poesia. mais gostei, como sempre amigo.
Beijoos Gênio rs..

vanderlei jose disse...

Mata-lo ... naum sei ... mas ... se eu pudesse ... keria todas a respostas ....

Construindo Pontes disse...

Não podemos matar o criador do nosso amor, pois assim estariamos matando a nós mesmos... pois os sentimentos que nascem dentro de nós são nossos e de mais ninguém... ou talvez mataríamos o dono desse amor, por ter nos feito senti-lo... mas ainda é mais fácil viver com essa dor, aangustia, desejo eterno...

^^*

Construindo Pontes disse...

Amo seus versos... identifico-me com eles

Mariza Resplandes disse...

Mate-o e arranque todas as suas veias.

Rafaela disse...

Uma das melhores... um título e duas frases, não senti falta de nada. Perfeita. =]

Darci Junior disse...

Mata-lo é possivel, mas sera que mesmo depois de te-lo feito esse amor vai passar?
O criador morre, mas o amor fica e junto com ele vem a culpa de ter o matado.
Muitas das vezes o criador do amor somos nós mesmo...

Gosteiii curto e objetivo.

Victor disse...

com essa simples frase... eu chorei